Solucionando problemas de impressão com ribbon

Temperatura, Velocidade e Pressão

Para cada tipo de ribbon há uma temperatura ideal e uma velocidade limite de impressão. Estes dois itens devem ser pensados juntos. Se a cor está apagada e você está usando um ribbon que trabalha em alta temperatura (geralmente de resina), existe a possibilidade da velocidade estar alta demais, ou a temperatura baixa demais. Em alguns casos, é possível até que etiqueta saia em branco, se o cabeçote não atingir a temperatura necessária para a tinta do ribbon.

Nesses casos, primeiro é necessário diminuir a velocidade e testar a impressão. Depois, ajuste a temperatura do cabeçote de impressão conforme as especificações do fabricante do ribbon (de maneira geral, ribbons de cera trabalham com temperaturas mais baixas, enquanto ribbons de resina necessitam de temperaturas mais altas. Ribbons mistos requerem temperatura média). Ao aumentar a velocidade de impressão, pode acontecer do cabeçote não aquecer o suficiente para a temperatura daquele ribbon. Neste caso, basta diminuir um pouco a velocidade ou, em alguns casos, aumentar um pouco a temperatura.

Observação: A temperatura do cabeçote de impressão também é chamada de “darkness” ou de “printhead energy” nas configurações da impressora.

Temperatura alta demais – A temperatura alta demais também é um problema, pois um ponto aquecido no cabeçote pode acabar atingindo pontos vizinhos, resultando em uma qualidade de impressão mais baixa e problemas principalmente na impressão de códigos de barra, que terão baixa legibilidade. A temperatura alta demais também pode diminuir a vida útil do cabeçote e derreter o suporte do ribbon.

Pressão – A regulagem de pressão não está presente nas impressoras menores, mas tem papel importante nos modelos industriais. Se a impressão está apagada, pode ser necessário aumentar a pressão de contato entre o ribbon e a etiqueta. A regulagem de pressão geralmente é feita em dois pontos. Se um estiver mais apertado que outro, a impressão pode sair falhada em um dos lados da etiqueta.

Resolvendo os problemas mais comuns

– Problemas de compatibilidade entre o ribbon e o suporte.

Quando o ribbon e a etiqueta não são compatíveis, alguns problemas podem ocorrer, como cobertura falha (imagem acinzentada ou com aparência “porosa”), falta de definição na imagem (impressão sai borrada da impressora, ou borrando com o dedo) ou ainda a impressora não imprime, sai totalmente branca.  Recomendamos sempre testar a impressora com uma combinação de ribbon e etiqueta de compatibilidade já estabelecida para verificar se o problema é realmente a compatibilidade. Há variação também na composição do ribbon de diferentes marcas, o que também pode causar problemas de compatibilidade.

Também é importante ressaltar que existem ribbons tintados no lado interno ou externo da fita. A maioria das impressoras trabalha com o segundo tipo (externo). A menos que a impressora aceite ambos os modelos de ribbon, o ribbon inadequado não funcionará.

– Ribbon amassando, rasgando ou escorregando.

Esse tipo de problema pode ocorrer quando o ribbon foi colocado errado na impressora. Se o ribbon estiver colocado corretamente, há outros fatores a serem considerados: a tensão do desbobinador do ribbon pode estar muito baixa. Outro item que pode causar rugas no ribbon, ou até a sua ruptura é a temperatura de impressão alta demais para aquele tipo de ribbon, “derretendo” a película que suporta a tinta. Essa temperatura mais alta também pode ser causada por sujeira no cabeçote de impressão.

Ribbon rasgando – Pode ser causado por temperatura alta demais no cabeçote (por configuração incorreta ou acúmulo de sujeira), velocidade muito baixa ou quando a tensão de rebobinagem do ribbon estiver muito forte. Excesso de pressão no cabeçote de impressão também pode fazer com que o ribbon se rompa.

– Problemas de falta de nitidez na imagem, imagem clara demais ou opaca.

De modo geral, isso ocorre quando a temperatura do cabeçote está baixa demais, ou quando a velocidade de impressão está muito alta. Em alguns casos isso também pode ser causado por uma temperatura alta demais, que faz o suporte se deformar, ou por excesso de pressão no cabeçote.

– Imagem borrando, códigos de barra sem nitidez, ou imagem “vazando” para os lados.

Há duas causas principais para este problema: temperatura alta demais, fazendo com que o calor do cabeçote acabe fundindo também pontos próximos a ele, ou excesso de velocidade de impressão, quando a impressora não consegue controlar a temperatura do cabeçote rápido o suficiente. Recomendamos reduzir a temperatura (darkness) e velocidade até encontrar o equilíbrio ideal.

– Impressão com “pontos cegos” ou com “faixas cegas”, sem impressão

Quando o restante da impressão está adequado, mas há pontos ou faixas sem impressão, pode ser problema na limpeza do equipamento: pode haver cola de etiquetas anteriores ou outros tipos de sujeira no cabeçote de impressão.

Neste caso, recomendamos parar a impressão imediatamente para fazer uma limpeza no cabeçote de impressão. Deixar a sujeira acumulada gera superaquecimento naquele ponto do cabeçote, queimando-o. Se isso ocorrer, será necessária a troca de todo o cabeçote.

Se essas “faixas cegas” não forem retas, o problema é geralmente outro: o ribbon está amassando. Veja acima como resolver.

– Problemas com sensores

As impressoras de etiquetas têm sensores para detectar tanto as etiquetas quanto o ribbon. Quando o sensor não detecta o ribbon, ele pode estar colocado incorretamente. O sensor também pode estar sujo ou desalinhado, portanto limpá-lo e realinhá-lo costuma resolver.  Quando o sensor está sujo, a impressora pode continuar tentando imprimir as etiquetas mesmo após o fim do ribbon.

– Tensão superficial / Tratamento Corona /  Vernizes

Este é outro critério semelhante ao de compatibilidade entre ribbons e superfícies. Cada ribbon exige uma tensão superficial mínima para ser capaz de fixar a tinta na etiqueta. Alguns materiais, como o BOPP, geralmente não têm tensão superficial suficiente, por isso recebem um tratamento especial (chamado Corona), ou uma camada de verniz com tensão superficial maior. Quando o material é muito velho, ele pode perder esse tratamento. Assim, as falhas na impressão serão devido ao material da etiqueta, não ao ribbon.

Dicas de manutenção e preservação da sua impressora

Você viu que muitos dos problemas da impressão com ribbon são causados por sujeira acumulada no equipamento. Por isso é recomendado uma breve limpeza a cada troca de suprimentos (ribbone etiquetas). Passe um algodão ou cotonete com álcool isopropílico no cabeçote de impressão para remover qualquer resíduo de adesivo ou filme e um pano de microfibra nos rolos que puxam o ribbon e etiquetas.

Para preservar o cabeçote de impressão, procure também usar sempre a temperatura mais baixa que garanta o acabamento desejado.

Dica final – Um truque na saída da impressora

Se a impressão está opaca ou com falhas, existe um outro problema que pode estar acontecendo, chamado “ângulo de saída”. Se a impressora está na beirada de uma mesa, por exemplo, o grau de inclinação das etiquetas penduradas pode diminuir o tempo de contato entre o cabeçote e o ribbon.  Por isso, um “truque” simples que você pode usar para melhorar a qualidade da impressão é colocar um suporte em frente à saída da impressora, para que as etiquetas se mantenham retas na saída de impressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *